Governo Temer irá provocar danos irreversíveis à Amazônia

Decreto que acaba com reserva mineral entre Amapá e Pará poderá atingir áreas protegidas, provocar mais desmatamento e ameaçar populações indígenas

Para se manter no poder, Michel Temer acabou, por decreto, com a Reserva Nacional de Cobre e seus Associados (Renca), uma área rica em ouro e outros minérios de 4,7 milhões de hectares na divisa entre o sul e o sudoeste do Amapá com o nordeste do Pará. O problema é que existem hoje nove áreas protegidas sobrepostas à Renca: sete unidades de conservação e duas terras indígenas que podem ser afetadas com esta decisão.

A medida deve acelerar a chegada de infraestrutura e de pessoas a áreas de floresta nativa para atividades de mineração, reproduzindo na região a mesma falta de governança que permite o avanço do desmatamento e da grilagem de terras na Amazônia.

O decreto do governo não altera as áreas protegidas porque atividades de mineração são proibidas por lei em unidades de conservação classificadas como de proteção integral, porém, dentro do atual contexto político de flexibilização das leis, todo cuidado é pouco. 

Essa medida foi tomada sem nenhum diálogo com a população local, que sofrerá os impactos diretos da medida, e com a sociedade como um todo, demostrando que o atual governo é ágil no gatilho da motosserra, mas inábil ou pouco interessado em dar ouvidos à população e praticar a democracia.

O governo precisa, imediatamente, garantir a integridade das Unidades de Conservação em Terras Indígenas da região e garantir que as florestas que ficaram sem proteção não continuem sendo vítimas de grilagem e desmatamento.

Você pode ajudar de 3 maneiras diferentes:

  1. Assine a petição e compartilhe para todos os seus contatos;

  2. Poste aqui no Greenwire e em suas redes sociais vídeos, fotos, desenhos, interpretações artísticas, o que quiser! Use sua criatividade para mostras que somos #TodosPelaAmazônia (não esqueça de utilizar essa hashtag!);

  3. Algumas mobilizações e eventos estão acontecendo pelo Brasil. Aqui estão alguns deles. Se souber de mais algum, poste nos comentários.

Online: 01/09 às 14h: Facebook do Greenpeace Brasil: Bate papo online

Macapá: 01/09 às 14h na UNIFAP - Auditório Aranha: Aula aberta

Manaus: 01/09 às 14h na UNIFAM: Ponto Verde e Palestra

Recife: 02/09 às 10h no Marco Zero - Centro histórico: Ponto Verde e Mobilização

São Luís: 02/09 às 08h no Parque Botânico da Vale - Av. dos Portugueses: Ponto Verde e Mobilização

São Paulo: 01, 02 e 03/09 das 12h às 20h na Bienal do Ibirapuera: Atividade com Realidade Virtual

Cachoeirinha, RS: 03/09 às 14h no Parcão Cachoeirinha: Ponto Verde e Mobilização

 

Saiba mais sobre o assunto no site do Greenpeace