Esperanza em Belém – Acompanhe o 1° dia de visitações

O primeiro dia de visitação no Esperanza começou cedo! Ao chegarmos tivemos uma grande surpresa com a quantidade de pessoas que já aguardavam ansiosamente para conhecer e visitar o navio.

Muitas delas interessadas em saber mais sobre o trabalho do Greenpeace e com vontade de ajudar na mudança por um mundo melhor.

A experiência de visitação conseguiu tocar muito os participantes, que logo ao saírem, se dirigiam à tenda do Greenwire com o desejo de se tornar um voluntário e de contribuir para um planeta mais limpo, justo com a população e com a natureza.

Cláudio Willhame, acabou de se tornar um voluntário e, para ele, ajudar o meio ambiente foi o  motivo que o fez decidir fazer parte disso. “Sempre quis ser voluntário para ajudar o meio ambiente. Sou estudante de biologia e privilegiado por ter nascido em um ambiente tão rico de natureza. Um dos mais incríveis do mundo".

Já a Verônica, parou na tenda do Greenwire, após ter sido impactada com a experiência que viveu no navio. “Resolvi ser voluntária porque respeito muito a natureza, fazemos parte de um sistema muito grande, que precisa ser cuidado e protegido. E no Greenpeace vi a oportunidade de ajudar, e confrontar essas empresas que querem explorar e destruir a natureza". E  finaliza dizendo. "Sou também a Amazônia”.

Quem também parou na tenda do Greenwire foi o Fouad Zahalan,  que é de família Árabe, mas sempre morou no Brasil, e agora é mais um voluntário do Greenpeace em Belém! “Sempre tive vontade de fazer parte disso, mas não sabia da existência do grupo na cidade. Tenho vontade de atuar na questão socioambiental porque acredito que também precisamos pensar na sociedade e, assim, termos uma união entre meio ambiente e social”.

Na foto Fouad Zahalan e Isabela Farias

Acompanhe essa aventura, os rostos de alguns dos novos voluntários e das pessoas que passaram e deixaram um recado para quem não pôde estar presente no navio, aqui em Belém.