“Superei a depressão quando mergulhei de cabeça na campanha pelo Desmatamento Zero”, diz voluntário

 

Para Denison, professor e facilitador de campanhas do Greenpeace no Maranhão, proteger a Amazônia é o caminho para a construção de um futuro melhor e mais verde.

Com oito anos de idade, Denison Ferreira, foi inscrito, juntamente com a sua turma da escola, em um concurso de redação sobre meio ambiente promovido pela Prefeitura de São Luís. Ali despertava o seu interesse para as questões ambientais.

Hoje, aos 28 anos, Denison, conhecido como Lápis, é pedagogo, geógrafo, especialista em meio ambiente e atua como professor e facilitador de campanhas do Greenpeace São Luís e também articulador da ONG nas cidades de Macapá e Belém.

Seu engajamento com a causa realmente transformou a vida de Denison. Em 2012, após entrar em depressão com o término de um relacionamento, ele abraçou o trabalho voluntário na campanha Desmatamento Zero (DZ), do Greenpeace. Engajou amigos e contribuiu para que mais de 1000 maranhenses assinassem a petição a favor do projeto de lei pelo Desmatamento Zero, entregue ao Congresso Nacional em outubro de 2015 com mais de 1,4 milhão de assinaturas. “Superei a depressão quando mergulhei de cabeça na campanha do DZ”, relata.

Conheça a história de Denison e participe também da campanha pelo Desmatamento Zero. Esse é um momento importante na luta em defesa das florestas brasileiras!